Alunos do Colégio Etapa conquistam uma medalha de ouro, duas de bronze e uma menção honrosa na Olimpíada Internacional de Matemática (IMO)

A IMO, que é considerada a maior e mais importante competição científica do mundo para estudantes do Ensino Médio, ocorreu entre os dias 3 e 14 de julho, em Cluj-Napoca, na Romênia

Quatro alunos do Colégio Etapa conquistaram uma medalha de ouro, duas de bronze e uma menção honrosa na 59ª edição da Olimpíada Internacional de Matemática (IMO). Essa é a quinta medalha de ouro conquistada por alunos do Etapa na maior e mais importante competição científica do mundo para estudantes do Ensino Médio.

Pedro Lucas Lanaro Sponchiado, da 3ª série do Ensino Médio do Colégio Etapa, conquistou medalha de ouro para o Brasil, com 35 pontos, ou seja, 4 acima da nota de corte da competição, ficando em 12º lugar no ranking geral da competição.

“Foi um ouro excepcional por duas razões: a pontuação e por ele ter sido um dos 18 estudantes entre todos os 594 participantes a resolver completamente o problema mais difícil da competição”, avalia Edmilson Motta, coordenador Geral do Etapa.

Outros três alunos do Colégio Etapa que integraram a equipe brasileira também se destacaram na IMO 2018: André Yuji Hisatsuga, que participou pela segunda vez da competição (menção honrosa em 2017), e Bernardo Peruzzo Trevizan conquistaram medalha de bronze; e Lucas Hiroshi Hanke Harada, que foi reconhecido com a menção honrosa.

Equipe brasileira na IMO 2018

Ao todo, a delegação brasileira conquistou cinco medalhas e uma menção honrosa. “Os resultados obtidos nesta edição da IMO demonstram o amadurecimento da equipe. È importante ressaltar que o ouro é fruto de uma rotina intensa de treinamentos, que os professores têm aperfeiçoado a cada ano, inclusive com a presença de convidados estrangeiros, especialistas em competições internacionais”, destacou Régis Prado Barbosa, líder da delegação brasileira e professor do Colégio Etapa.

As provas da IMO 2018 ocorreram em dois dias consecutivos, nos quais os participantes tiveram quatro horas para resolver três questões por dia, cada uma delas valendo sete pontos. No site da IMO, é possível conferir os problemas que os participantes resolvem durante a competição: https://www.imo-official.org/problems.aspx

Treinamento

Para participar da 59ª edição da IMO, a equipe brasileira passou por um treinamento especial no Etapa, em maio, com dois especialistas em competições internacionais, o americano Mark Sellke e o moldávio Ivan Borsenco.

E, no mês de junho, o Etapa foi sede dos treinamentos finais para a IMO, que foram liderados por dois ex-alunos do Etapa: Murilo Corato Zanarella, que cursa Matemática e Ciência da Computação na Princeton University e conquistou o prêmio Putnam de Matemática, e Rodrigo Sanches Angelo, que foi medalha de ouro na IMO 2012 e irá iniciar PhD na Stanford University.

Etapa na IMO

Até hoje, os alunos do Colégio Etapa já conquistaram 5 ouros, 19 pratas e 18 bronzes na IMO. Se o Etapa fosse uma equipe à parte, estaria à frente de países como a Finlândia e a Suíça, que estão entre os melhores classificados no ranking de educação da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), considerando os resultados do Colégio na IMO nos últimos 21 anos.

Brasil na IMO

O Brasil participou da IMO pela primeira vez em 1979 e, desde então, obteve dez medalhas de ouro (as cinco últimas conquistadas por alunos do Etapa), 43 medalhas de prata, 77 de bronze e 33 menções honrosas.

Conheça os nossos alunos medalhistas:

Pedro Lucas Lanaro Sponchiado

André Yuji Hisatsuga

Bernardo Peruzzo Trevizan

Lucas Hiroshi Hanke Harada

Sobre a IMO

A Olimpíada Internacional de Matemática (IMO) é a maior, mais antiga e prestigiada Olimpíada científica para alunos do ensino médio. A história da IMO data de 1959, quando a primeira edição foi realizada na Romênia. Desde então, o evento é realizado anualmente (com exceção de 1980), sempre em um país diferente. Atualmente, mais de 100 países, dos 5 continentes, participam do evento. Cada país pode enviar uma equipe de até seis alunos do ensino médio - ou alunos que não tenham ingressado em uma universidade, ou instituição equivalente, na data de realização da Olimpíada - além de um líder de equipe, um vice-líder e observadores, se desejado.

Além das provas os participantes participam de um programa de integração, turismo e conhecimento sobre matemática na cidade onde a competição é realizada. Veja mais:

Realização da prova

Turismo na cidade-sede da IMO Cerimônia de Abertura