Aluno do Etapa conquista bronze na maior
competição de Química do mundo

O aluno do Colégio Etapa Lucas Yutaka Kuroishi conquistou medalha de bronze na maior competição de Química do mundo para estudantes do Ensino Médio. A 51ª edição da Olimpíada Internacional de Química (IChO) ocorreu entre os dias 21 a 30 de julho, na cidade de Paris, na França. 

Formada por quatro alunos, incluindo Lucas, a equipe que representou o Brasil na IChO conquistou duas medalhas de prata e duas de bronze.

Etapa na IChO

Em 2010, pela primeira vez os alunos do Etapa fizeram parte da delegação brasileira na Olimpíada Internacional de Química e, desde então, eles já conquistaram dez medalhas para o país: uma de ouro, três de prata e seis de bronze.

Sobre a IChO

A Olimpíada Internacional de Química (IChO) é considerada a maior competição de Química do mundo para estudantes do Ensino Médio.

Realizada pela primeira vez em 1968, a IChO ocorre todo mês de julho, a cada ano em um país diferente. Em 2019, cerca de 320 estudantes de 79 países participaram da competição.

Na IChO, cada país compete com uma equipe formada por até quatro estudantes não-universitários, com idade inferior a 20 anos, que fazem provas teóricas e práticas elaboradas por membros das delegações e especialistas do país organizador.

O Brasil participou pela primeira vez da Olimpíada Internacional de Química em 1999, na 31ª edição, que foi realizada na Tailândia. 

 

Conheça o nosso aluno medalhista:

IChO 2019: Lucas Yutaka Kuroishi

Lucas Yutaka Kuroishi, 17 anos, iniciou os estudos no Etapa ainda no Ensino Fundamental I, influenciado pelo bom desempenho dos alunos do Colégio nos principais vestibulares do país.

A partir disso, Lucas começou a jornada olímpica ainda no 5º ano do Ensino Fundamental I, no Canguru de Matemática. Desde então, ele tem participado de competições de diversas disciplinas, incluindo Robótica e Química, que é a sua matéria favorita.

“A participação nas competições estimula o estudante a buscar conhecimentos que o auxiliem nos torneios. Essa dedicação é ainda mais importante em Química, que exige competências interdisciplinares para uma compreensão mais abrangente dos fenômenos que acontecem no mundo”, explica.

Nas competições, Lucas Yutaka Kuroishi conquistou: uma prata em 2018 e um ouro em 2019 na Olimpíada de Química de São Paulo (OQSP); e um bronze em 2017 na Olimpíada Brasileira de Ciências (OBC).

Já na Olimpíada Brasileira de Biologia (OBB), foram um bronze em 2018 e um ouro em 2019; por fim, ele conquistou um ouro em 2019 na Olimpíada Brasileira de Química (OBQ). Essa última medalha, inclusive, foi responsável por sua classificação para a IChO.

Após a competição, Lucas retomará a preparação para o vestibular com o objetivo de cursar a graduação de Engenharia Química.