IMO 2019: Bernardo Peruzzo Trevizan 

Bernardo Peruzzo Trevizan tem 17 anos e é natural de Canoas, no Rio Grande do Sul. Em 2017, mudou-se para a cidade de São Paulo para estudar no Colégio Etapa por conta da tradição do colégio em olimpíadas estudantis. “Os alunos do Etapa sempre demonstram muito preparo durante as competições. Conheci alguns deles em uma das edições da Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) e a nossa identificação foi imediata”, relembra.

O aluno, que atualmente cursa a 3ª série do Ensino Médio, iniciou cedo a sua jornada no mundo das competições e participou de diversos torneios: na Olimpíada Paulista de Matemática (OPM), conquistou ouros em 2017 e em 2018; na Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM), conquistou ouros em 2014, 2015, 2016, 2017 e 2018, além de uma menção honrosa em 2013.

Já na Olimpíada de Matemática do Cone Sul, conquistou a medalha de ouro perfeito¹ em 2017; na Olimpíada de Matemática da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, ganhou ouro em 2016; na Romanian Master of Mathematics, ficou com o bronze em 2018.

"Eu cheguei a participar da Olimpíada Brasileira de Física (OBF) e da Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA), mas sempre me identifiquei mais com as provas de Matemática", conta.

Prova disso é que, pela segunda vez, Bernardo Peruzzo Trevizan fez parte da equipe que representou o Brasil na Olimpíada Internacional de Matemática (IMO), a maior e mais importante competição científica do mundo para estudantes do Ensino Médio. Ele conquistou duas medalhas de bronze na competição, em 2018 e em 2019.

“A experiência do ano passado foi ótima para que eu conhecesse o estilo da prova da IMO e conseguisse me dedicar aos temas que eu tinha mais dificuldade, o que me deu mais confiança”, revela.

 

¹A medalha de ouro perfeito é entregue aos estudantes que atingem a nota máxima nas competições.