Colégio Etapa tem 350 alunos premiados no Canguru de Matemática

A competição internacional tem o objetivo de promover o estudo da Matemática em todo o mundo

 

O Colégio Etapa marcou presença na edição 2017 do Canguru de Matemática, competição que contou com aproximadamente 6 milhões de estudantes de 80 países neste ano.  Ao todo, o Colégio Etapa premiou 350 alunos, de 7 a 17 anos, com medalhas de ouro, prata e bronze, pela participação no concurso.

Em São Paulo, 267 alunos foram contemplados, totalizando 69 ouros, 109 pratas e 89 bronzes. Já em Valinhos,  83 estudantes foram premiados, sendo: 20 medalhas de ouro, 33 de prata e 30 de bronze.

  

 

Como explicou o professor Régis Prado, tutor dos treinamentos para Olimpíadas de Matemática, o Canguru é interessante porque tem uma abrangência maior, incluindo alunos desde o 3º ano do Fundamental I até o 3º ano do Ensino Médio. “Para muitos estudantes é a porta de entrada para as olimpíadas de matemática”, destaca Prado.

Outro ponto importante do Canguru, destacado pelo professor do Colégio Etapa, é que os estudantes que participam de competições e de olimpíadas se tornam mais disciplinados e conseguem manter a concentração para a resolução de problemas complexos. “Isso os torna mais preparados para universidade e para a vida profissional”, comenta Prado.

Para o professor Régis Prado, o excelente resultado dos alunos no Canguru demonstra o quanto o ensino de matemática é forte no Etapa, independentemente da participação do estudante em treinamento específico para competições.  

 

Premiação

Como é grande o número de alunos com medalhas, o Colégio Etapa organizou duas cerimônias de premiação do Canguru, que ocorreram nos dia 28 e 29 de junho, em São Paulo e em Valinhos, respectivamente.

Os dois eventos contaram com a presença de pais e familiares dos medalhistas, que assistiram a uma breve introdução sobre o Canguru de Matemática e prestigiaram os estudantes durante a entrega dos prêmios.

 

Concurso Canguru de Matemática

O Concurso Canguru de Matemática existe desde 1993, porém, somente após ter sido fundada a Associação Canguru Sem Fronteiras (AKSF, em francês), em 1994, é que o concurso passou a ter uma abrangência muito maior.

Todos os anos representantes de mais de 50 países membros da AKSF definem as provas do Canguru para o próximo ano e, depois, as traduzem para suas respectivas línguas, adaptando os enunciados.

Como o objetivo do Canguru é popularizar o estudo da matemática, os resultados dos estudantes de diferentes países não são comparados. Os problemas e a regras das provas são internacionais, mas cada país organiza o concurso de maneira independente e cada país elege os seus próprios vencedores.