Alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I do Colégio Etapa de São Paulo e de Valinhos festejam o carnaval por meio das artes e da música

15 de março de 2019

Os alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I do Colégio Etapa brincaram o carnaval por meio de atividades artísticas e bailes animados em São Paulo e em Valinhos, com músicas típicas como as marchinhas, o frevo, o samba e os sambas-enredo.

Colégio Etapa São Paulo

Em São Paulo, os alunos trabalharam o tema carnaval a partir do objeto artístico "Parangolé", semelhante a uma capa, estandarte ou bandeira, idealizado por Hélio Oiticica, artista plástico brasileiro, nos anos 60. O aprendizado envolveu a confecção do Parangolé em grupos, utilizando tecidos, agulha e barbante, e a encenação de coreografias animadas.

De acordo com Maurício Paixão, professor de Música, o tema "Parangolé" foi trabalhado de forma interdisciplinar nas aulas de artes e de música para integrar os alunos. "Pensamos que essa atividade poderia unir os alunos mais tímidos e os mais desinibidos, então propusemos a execução de uma performance coletiva, mas que também evidenciasse a individualidade e a espontaneidade de cada um", explica.

"Datas como o carnaval são oportunidades para aumentar o repertório dos alunos, colocando-os em contato com a cultura brasileira", afirma o coordenador da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I do Colégio Etapa São Paulo, Fabiano José Carrera Feijó.

      

Colégio Etapa Valinhos

Em Valinhos, Denise Marques dos Santos, coordenadora da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I, reforçou a importância do tema carnaval. "É uma data que possibilita trabalhar diversos aspectos importantes para o desenvolvimento dos alunos, como a consciência individual e coletiva, além de conteúdos culturais e históricos relacionados ao nosso país", afirma.

Nas aulas de música, os alunos aprenderam sobre a composição "Ó abre alas", considerada a primeira marchinha composta para o carnaval brasileiro, em 1899, pela musicista Chiquinha Gonzaga; e sobre a composição "Pelo Telefone", considerada o primeiro samba gravado no Brasil, em 1917, por Ernesto dos Santos (Donga).

Outro importante marco histórico trabalhado com os alunos foi o "Entrudo", definido como uma série de jogos e brincadeiras populares introduzidas no Brasil pelos portugueses, no século XVI, e que é considerado o precedente do carnaval de rua brasileiro.