Colégio Etapa conquista 16 medalhas na Olimpíada de Química de São Paulo (OQSP)

Além dos bons resultados coletivos, o aluno Vinícius Figueira Armelin obteve a primeira nota 10 da história da competição

O Colégio Etapa foi destaque na Olimpíada de Química de São Paulo (OQSP), ficando em 1º lugar na classificação geral pelo 15º ano consecutivo. A fase final da competição foi realizada no Instituto de Química da Universidade de São Paulo, no último dia 9 de junho.

Juntos, os alunos do Etapa conquistaram duas medalhas de ouro, oito de prata e seis de bronze, que correspondem a 32% do total de medalhas distribuídas aos participantes da competição.

“O método da avaliação da OQSP é experimental demonstrativa, ou seja, há experimentos que os alunos devem observar e, em seguida, responder a algumas questões. Nós preparamos os alunos para que eles sejam capazes de fazer todo tipo de avaliação”, conta Rubens Conilho Junior, professor de química do Colégio Etapa de São Paulo.

O aluno Vinícius Figueira Armelin, do Colégio Etapa de Valinhos, também fez história na OQSP ao receber a primeira nota 10 desde 1997, ano em que a competição foi realizada pela primeira vez. 

“Tenho me preparado para competições desde o início do Ensino Médio, sempre concentrado em me classificar para a Olimpíada Internacional de Química (IChO). Acredito que esse resultado inédito na OQSP seja o reflexo dessa série de preparações específicas que o Colégio oferece”, conta Vinícius.

Apesar da preparação intensa por parte do Colégio, os professores entendem que o sucesso nas competições depende do comportamento individual de cada um. “Os alunos devem ser comprometidos com os treinamentos, responder aos exercícios das apostilas, comparecer às aulas e estabelecer uma rotina de estudos, de forma que consigam absorver todo o conteúdo”, complementa Daniella Palombino, professora de química do Colégio Etapa de Valinhos.

A OQSP é uma olímpiada para estudantes do Ensino Médio, de escolas públicas e particulares, que podem se classificar para a competição de quatro maneiras: uma redação sobre um tema definido pela organização - esse ano foi “Biorrefinarias: conversão de biomassa em produtos químicos”; participação no vestibular da Fuvest como “treineiro” de exatas ou biológicas; participação no Torneio Virtual de Química (IQ-Unicamp); participação na Olimpíada Regional de Química (USP-Ribeirão Preto). 

 

Confira a relação de ganhadores da OQSP:

Colégio Etapa de São Paulo:

Caio Tabata Fukushima - medalha de prata 

Lucas Yutaka Kuroishi - medalha de prata 

Melissa Mieko Nobetani - medalha de prata + gratificação em dinheiro por ser a estudante melhor colocada

Sophia Massafelli Battistuta - medalha de prata + gratificação em dinheiro por ser a estudante melhor colocada

Vinícius Alves Teixeira - medalha de prata 

Anna Beatriz Lins Ponchirolli - medalha de bronze

Serena Xiao Ying Qi – medalha de bronze

Yasmin Fleming de Oliveira Conilho - medalha de bronze

 

Colégio Etapa de Valinhos:

Vinicius Figueira Armelin – medalha de ouro + gratificação em dinheiro por ser o estudante melhor colocado

João Vitor Chau Bernardino - medalha de ouro + gratificação em dinheiro por ser o estudante melhor colocado

Bruno Caixeta Piazza – medalha de prata 

Matheus Saraiva de Morais - medalha de prata 

Miguel Vieira Pereira - medalha de prata 

Artur Vieira Pereira – medalha de bronze

Daniel Yamamoto Damico - medalha de bronze

Mathias Stahl Kavai - medalha de bronze