Visitas de faculdades e feiras internacionais no Colégio Etapa

No mês de março, o Colégio Etapa recebeu a visita de diversas universidades internacionais que apresentaram seus cursos, campi, instalações e diferenciais para os alunos do Ensino Médio.

O primeiro evento, no início do mês, foi o Cis College & University Fair, com a presença de 14 instituições dos Estados Unidos, Espanha, Itália e Suíça: The College of New Jersey, Flagler College, Hult International Business School, IE University, John Cabot University, Les Roches Global Hospitality Ed, Lynn University, Mahattanville College, Nova Southeastern University, Rollings College, Sewanee -The University of the South,Southern Methodist Uniersity, The University of Akron e University of South Carolina.

  

Na segunda quinzena, foi a vez dos alunos conhecerem mais sobre a Ball State University, Lehigh University, Saint Peter´s University, University of Delaware, University of Pitsburgh e University of Rhode Island, todas dos Estados Unidos, na feira Linden Spring Latin America Tour.

No final do mês, Consuelo Rauen apresentou aos alunos do Colégio Etapa o Institut National des Sciences Appliquées (INSA) de Lyon, na França, e o programa Amerinsa, criado no ano 2000 para a formação de estudantes latino-americanos em Engenharia. Além dos cinco anos da graduação, por meio desse programa é possível fazer um intercâmbio em universidades parceiras e, ainda, obter o duplo diploma no Brasil por meio de convênio com instituições como, por exemplo: a Universidade Federal do Paraná (UFPR), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Pontifícia Universidade Católica (PUC), entre outras.

Aluna do segundo ano do Ensino Médio do Etapa Internacional em São Paulo, Sophia Battistuta, veio estudar no colégio pelo programa especializado oferecido para a preparação daqueles quem desejam estudar em outros países. No dia da Cis College & University Fair, Sophia estava acompanhada da mãe, Andrea Battistuta, que comentou sobre a importância de participar de um evento como esse: “Ela adora estudar e decidiu que quer fazer a graduação em outro país, mas, é tudo muito diferente lá fora, desde o processo de seleção até a adaptação à cultura, por isso é importante termos esse contato com as universidades e descobrirmos o melhor lugar para ela”.

 “Conversar com os representantes das faculdades permite que os alunos saibam mais sobre a instituição, tirem todas as dúvidas e também estabeleçam um relacionamento prévio com as pessoas responsáveis pela seleção dos estudantes estrangeiros, por isso a participação nesses eventos é fundamental para quem deseja conquistar uma vaga em uma instituição de ensino superior fora do Brasil”, explica a coordenadora do Setor Internacional do Etapa, Cristina Tavares.