“Eu estudava um pouquinho todo dia para manter o ritmo e fazia o máximo de simulados que conseguia”

Para o aluno Augusto Vacarelli Costa, 18 anos, do Curso Etapa, “não importa quantas horas você vai estudar por dia. O importante é estudar todo dia e manter o ritmo. Nunca fique sem nada para fazer!”, aconselha ele, que foi aprovado em Engenharia de Computação na USP após um ano de cursinho.

Ele conta que só se decidiu por Engenharia de Computação em 2017 e, por isso, teve que se esforçar bastante para melhorar os pontos fracos. “O primeiro dia de prova da Fuvest foi uma boa surpresa para mim. Eu tinha muita dificuldade em literatura, mas sabia todas as questões”, comenta.

Augusto acredita que a sua aprovação foi resultado da combinação de alguns fatores: estudar muito diariamente, corrigir os erros percebidos em cada simulado e também não ficar confiante demais. “É importante acreditar em si mesmo, mas no vestibular não dá para ter muita certeza, pois sempre temos algo a melhorar, caso contrário outra pessoa acaba pegando a sua vaga!”, observa.  

  

Quer conhecer mais histórias? Clique aqui!